Virtualização e Otimização de Infraestrutura

Informações sobre implementação e otimização da infraestrutura de CORE IO

Montando uma estrutura de KMS para Windows 2008 R2

Olá,

Acredito que muitos de vocês trabalham em ambientes corporativos e já se viram na situação de ter que ativar uma instalação de Windows 2008 R2 ou Windows 2008. Às vezes esta ativação se dá normalmente, fazendo o acesso deste servidor, via proxy, pela Internet ou via telefone.

Mas existe uma maneira mais inteligente de fazer esta ativação?

Para clientes com contrato de Volume, existe a possibilidade de trabalhar com chaves de ativação conhecidas como KMS. Estas chaves não funcionam no processo de ativação “tradicional”. Somente funcionam se for montado uma estrutura para ativação via esta chave.

Como criar a estrutura?

Bem simples. Primeiro precisaremos utilizar um servidor para fazer a instalação do KMS Server. Este servidor preferencialmente precisa ser Windows 2008 R2 porém, podemos instalá-lo em um Windows 2008 ou Windows 2003 através de uma atualização nos mesmos (atualização descrita neste portal). Não é necessário um servidor robusto/dedicado para este função. O KMS Server é extremamente leve.

Além disso, necessitamos garantir que a porta 1688 do seu Firewall esteja aberta para que este servidor possa ir a Internet, fazer a ativação do seu ambiente de servidores. Além do firewall, a estrutura do KMS utiliza-se do DNS da rede para auxiliar no direcionamento das máquinas na localização do KMS Server. Aconselho a ler este artigo da Microsoft e ajustar o seu ambiente, caso seja necessário.

Outro ponto importante para conhecer, o KMS server trabalha com um gatilho de ativação, ou seja, para que as ativações ocorram normalmente no ambiente, precisa ocorrer inicialmente, pelo menos, 5 ativações de servidores. Após isso, qq servidor que entrar no ambiente será ativado, automaticamente, via KMS.

Instalando o KMS Server

Irei utilizar um servidor Windows 2008 R2, com função de Domain Controller, para explicar o processo.

Primeiro passo é abrir o prompt de comando e entrar com a seguinte linha:

image

(lembre-se por trocar o XXXXX-XXXXX-XXXXX-XXXXX-XXXXX pela sua chave KMS)

Na seqüencia, execute o comando SLMGR /ato. Este comando validará a sua chave KMS na internet. Se não possível validar a chave via internet, execute o comando slui.exe para fazer a ativação via telefone.

Reinicie o serviço de licenciamento de Software (comandos: net stop sppsvc / net start sppsvc)

Execute o comando SLMGR /dli e confirme se as seguintes informações são verdadeiras:

  • Licence Status: Licensed
  • Current Count: inicialmente deverá mostrar 0. Este contador será incrementado, conforme os servidores Windows 2008 R2 forem sendo instalados e disponibilizados na mesma rede do servidor do KMS.

 

Configuração do lado dos servidores instalados

Como o ambiente e o DNS estão OK, os servidores que entrarem no ambiente irão incrementar o contador de forma automática. Ao atingir o limite de 5, os servidores serão ativados e a partir desta ação, os próximos servidores serão ativados automaticamente, independente da quantidade.

Para saber se o servidor conseguiu se registrar, execute o comando slmgr /dli e compare com os resultados abaixo:

image

Em Partial Product Key: Deverá estar com um dos seguintes valores:image

Windows 2008 R2 Web – 6RTM4

Windows 2008 R2 Standard – R7VHC

Windows 2008 R2 Enterprise – CPX3Y

Windows 2008 R2 Datacenter – 7M648

Para ver os Product Keys válidos para KMS, acesse este site.

Em VOLUME_KMSCLIENT channel irá indicar se você o Windows com uma mídea de volume (e não OEM ou varejo – FPP).

Ao final do processo, o seu ambiente KMS estará funcional.

P.S. Algumas observações importantes:

1) A chave do KMS é acumulativa, ou seja, utilizando a chave do Windows 2008 R2, além de ativar o Windows Server, ele também ativará Windows Client (Windows Vista e/ou Windows 7) do ambiente.

2) O KMS não permite a adicição de duas ou mais chaves, ou seja, a chave do Windows 7 Enterprise não pode ser adicionada em conjunto com a chave do Windows 2008 R2. Por isso, a chave de Windows Server permite a ativação de Windows Client e do Windows Server.

Abraços,

Flávio J Medeiros

Uma resposta para “Montando uma estrutura de KMS para Windows 2008 R2

  1. SoulHunter 28/11/2011 às 16:43

    Parabéns. Excelente post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: